aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Resultado da busca

foundation school

cafidis

fschool
Encontro hoje do CAF Foundation School, 2º Módulo Nacional, promovido pelo IDIS, com apoio do BNP Paribas.

Autonomia e sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil

Tenho participado destes encontros onde são debatidas questões do Terceiro Setor, e do desenvolvimento de suas instituições. A cada novo encontro adiciono mais uma gotinha de sabedoria a este difícil ofício. O desafio maior é mudar a mentalidade e a cultura brasileira, que não é propensa a colaborar com as instituições beneficentes, que operam sem fins lucrativos, como é o caso da Fundação Stickel.

andrea
A palestrante de hoje foi minha colega do MBA FIA-CEATS Andrea Travassos (de rosa), que contou sobre o desenvolvimento da instituição onde trabalha a 15 anos, Ipê – Instituto de Pesquisas Ecológicas.

é isso, por fernando stickel [ 16:54 ]

sandra no foundation school

said6
Sandra Pierzchalski, conselheira da Fundação Stickel participa do Foundation School em Oxford.

Entre 20 e 24 de maio, a Charities Aid Foundation – CAF Global Alliance, da qual o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social – IDIS faz parte, promove mais uma edição do Foundation School, que ocorrerá na Universidade de Oxford, Inglaterra. O curso intensivo, criado pelo IDIS e pelas representações da CAF do Reino Unido e da Rússia, é voltado para filantropos experientes ou iniciantes, executivos de fundações e institutos e consultores de famílias doadoras.

Durante cinco dias, os participantes terão a oportunidade de discutir temas fundamentais para o investimento social, como a filantropia estratégica e a profissionalização das instituições, além de visitarem iniciativas sociais da região de Oxford.

Márcia Woods, uma das organizadoras do Foundation School, destaca outra importante fonte de aprendizado para os participantes: eles mesmos. “O formato facilita a troca de experiências, e o curso é muito baseado nas vivências deles”, afirma.

A convivência intensa, além de promover muitas trocas, cria vínculos: “Estabelecer o contato é um dos objetivos, e os participantes saem daqui com uma rede de contatos construída”, comenta Márcia. Ela lembra que esse é um fator fundamental para países emergentes, nos quais a filantropia ainda é nova e os investidores sociais mal se reconhecem como um grupo.

Na sua primeira edição, em 2008, o Foundation School foi realizado simultaneamente no Brasil e na Rússia. A partir de 2009, passou a ser feito num só país. Em 2013, a sede do curso vai ser a Saïd Business School, da Universidade de Oxford. Entre os palestrantes estão Jo Ensor, diretora de filantropia da CAF, Christopher Harris, consultor sênior para o Foundation Center e a Bernard van Leer Foundation, e Jenny Hodgson, diretora do Global Fund for Comunity Foundations.

tchurma
Sandra e os colegas.

é isso, por fernando stickel [ 15:58 ]

foundation school


A turma no dia da conclusão do curso “Foundation School” do CAF (charities Aid Foundation) e IDIS (instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) em Bertinoro, Itália.
Eu estou agachado, no centro.


La Rocca Vescovile – Centro Residenziale Universitario Bertinoro da Universitá di Bologna, onde se deu a hospedagem e o curso.

é isso, por fernando stickel [ 18:53 ]

sandra pierzchalski diplomou-se!

sandra foundation school peq
Sandra Pierzchalski recebeu hoje em Oxford, Inglaterra, o diploma do curso “Foundation School” promovido pelo IDIS e CAF.
A conselheira da Fundação Stickel voltará recheada de informações valiosas, tenho certeza, pois o mesmo aconteceu comigo no ano de 2011, quando participei do mesmo curso na cidade de Bertinoro, na itália.

ten
Aulas, pessoas interessantíssimas, livros, apostilas, visitas a instituições, uma montanha de informações valiosas!

é isso, por fernando stickel [ 15:51 ]

volta à escola

school
Em Maio 2011 participei do curso “Foundation School” promovido pela CAF (Charities Aid Foundation) e IDIS (instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social).
O artigo da Alliance Magazine “Back to school!” trata do curso, agora em sua quarta edição e entrevista alguns dos participantes do curso.

é isso, por fernando stickel [ 16:20 ]

sobre o autor


Fernando Diederichsen Stickel

Nasci na Pro Matre Paulista em 6 Outubro 1948.

Meus pais Erico e Martha ambos de origem alemã me educaram rigidamente, e aprendi o alemão principalmente no contato diário com nossa governanta Fräulein, mas também com meu avô Arthur Stickel.

Nossa casa na R. dos Franceses era recheada de livros, quadros, gravuras, esculturas, tapetes, tudo muito bonito e arrumado, meus pais se relacionavam principalmente com arquitetos, músicos, gente da arte e da cultura.

Havia na casa um piano, e por um breve período também um orgão elétrico Hammond, que meu pai tocava. O porão, a garagem e o jardim permitiam brincadeiras de todos os tipos, minha infância e de meus irmãos foi basicamente dentro de casa, não havia convivência com vizinhos nem brincadeiras de rua.

Toda minha vivência de bairro e de rua se realizava na minha amizade com Klaus Foditsch, que morava na Rua Barão de Aguiar, ao lado do Aeroporto de Congonhas.

Meu interesse por máquinas, motores, bicicletas, carrinhos, tudo que andasse e tivesse motor já era evidente, e tanto perturbei meus pais que com 16 anos de idade ganhei uma Leonette 50cc.

Com cerca de 20 anos de idade iniciei aulas de desenho com Frederico Nasser, fato que mudou radicalmente minha vida, pois me lançou em velocidade supersonica no mundo das artes, por conta deste pontapé inicial os anos de 1968, 69, e toda a década de 70 foram riquíssimos, e solidificaram minha paixão pela ARTE.

A partir daí a vida continuou com sólidas escolhas e paixões já encaminhadas…

Estudei em 1970 com Baravelli, Fajardo, Nasser e Resende na Escola Brasil: e formei-me pela FAU-USP em 1973.

Nos anos 70 trabalhei como arquiteto e designer gráfico, optando por uma carreira nas artes plásticas em 1980.

Participei de inúmeras exposições individuais e coletivas, recebendo em 1985 o Prêmio Aquisição Desenho, no III Salão Paulista de Arte Contemporânea.

Fui nomeado para o Programa CAPES / FULBRIGHT de especialização em Artes nos EUA, e morei em New York em 1984/85.

Dei aulas de desenho de observação em meus estúdios na Vila Olímpia por 20 anos. Com Anísio Campos promovemos o curso “Oficina de Design de Automóvel” em 1988, 1989 e 1990.

Publiquei os livros: “aqui tem coisa” (poesias e desenhos) pela Editora DBA em 1999 e “Vila Olímpia” (fotos), pela Editora Terceiro Nome em 2006.

Ocupo desde 2004 a posição de Diretor Presidente da Fundação Stickel, instituição sem fins lucrativos visando o desenvolvimento social de pessoas e comunidades através das artes visuais, nossa atuação concentra-se na Brasilândia e Vila Nova Cachoeirinha, distritos da zona Norte de São Paulo.

Concluí em 2009 MBA em Gestão e Empreendedorismo Social pela FIA/CEATS e em 2011 frequentei a Foundation School em Bertinoro, Itália promovida pelo CAF – IDIS.

Venho atuando ativamente no Terceiro Setor, participando de congressos, encontros e seminários.

Optei pela fotografia em 2003, na sequência de 30 anos de carreira nas artes plásticas e ensino de desenho de observação, e expus minhas fotos pela primeira vez na Pinacoteca do Estado de São Paulo em 2006, com curadoria de Diógenes Moura, com a série “Vila Olímpia”.

Minhas obras estão em coleções públicas e particulares, no Brasil e no exterior.

Mantenho desde 2003 este blog “aqui tem coisa”

é isso, por fernando stickel [ 15:19 ]

terceiro setor na europa


A contratação que a Fundação Stickel fez dos serviços do IDIS de Marcos Kisil no inicio de 2011, visando seu realinhamento estratégico, acabou por originar convite para minha participação no curso “Foundation School” do CAF (charities Aid Foundation) e IDIS (instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) em Bertinoro, Itália, que se inicia na próxima segunda-feira.
Aceitei o convite e embarco amanhã para Bologna, na Itália, depois da inauguração da exposição de Carla Fatio, aproveitando a viagem para participar no final de Maio do 22º Congresso da EFC (European Foundation Center) em Cascais e do VIII Encontro de Fundações da CPLP (Comunidade dos Paises de Lingua Portuguesa)

é isso, por fernando stickel [ 17:55 ]