aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘artes plásticas’

biblioteca parque villa lobos

vl
A Biblioteca Parque Villa-Lobos, novo equipamento do Governo do Estado de São Paulo, resultado de parceria entre as Secretarias de Meio Ambiente e Cultura e gerido pela OS SP Leituras será inaugurada no próximo dia 21/12.

A artista plástica Vera Martins, parceira da Fundação Stickel, foi convidada por Marcelo Aflalo, arquiteto da reforma da biblioteca a pintar um café na nova biblioteca. Por minha sugestão, pintamos o paralelepípedo do café de amarelo, para destacá-lo no concreto aparente da biblioteca.

A Fundação Stickel, em parceria com a gestora da Biblioteca, a SP Leituras, promoveram o início da pintura do café convidando usuários do Parque Villa Lobos a participar da pintura com a artista, no último domingo 7/12.

bvl
Pierre Ruprecht, diretor do SP Leituras, “chicoteia” a parede externa do café, utilisando a técnica pictórica desenvolvida por Vera Martins.

é isso, por fernando stickel [ 16:59 ]

eduardo srur – galeria rabieh

srur
Na nova Galeria Rabieh as exposições de “Trampolim” de Eduardo Srur e “Abrigos para o deserto” de Helen Faganello.
Al. Gabriel Monteiro da Silva 147 – São Paulo

é isso, por fernando stickel [ 16:06 ]

cidade matarazzo

mat33
Grupo de alunos da oficina “Viver o Espaço com Eduardo Longo” promovida pela Fundação Stickel visita a Cidade Matarazzo, e acompanha a palestra do restaurador Pedro Vieira, com papéis na mão.

mat1
Depois de 20 anos abandonado, o hospital transformou-se na Cidade Matarazzo pelas mãos do grupo francês Allard, que como primeira ação de revitalização criou a exposição Made by… Feito por Brasileiros, em cartaz de 9 Setembro a 12 Outubro.

mat4
Trabalho de Rochelle Costi

mat2
Parte da instalação de Tunga, a menina pegou carona na arte…

mat5
Trabalho de Sofia Borges.

é isso, por fernando stickel [ 18:00 ]

escola brasil: na galeria garage

workshop
Na próxima quarta-feira 27/8 vou falar sobre a minha experiência na Escola Brasil:, que frequentei em 1970.
Junto comigo estará Guto Lacaz, falando sobre a as artes na década de 80.
Das 20 às 22h na Galeria Garage, R. Miguel Rodrigues 88, Vila Madalena Tel 3816-2424

guto fs
Foto do evento

é isso, por fernando stickel [ 16:02 ]

gilda vogt no margs

Convite Online - Gilda Vogt
Minha amiga Gilda Vogt abre sua exposição retrospectiva dia 23 de agosto, sábado às 10:30h no Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS, em Porto Alegre.
A mostra, com obras produzidas pela artista desde o final da década de 60.

Livro Gilda Vogt _uma retrospectiva
Na mesma ocasião será o lançamento do livro sobre o trabalho da artista, ilustrado, com ensaios críticos, entrevista e cronologia.

 

é isso, por fernando stickel [ 11:20 ]

aquarela no ibirapuera

aquar
No Parque do Ibirapuera, artista amador se dedica à saudável prática de aquarelar.
Com bom equipamento, aquarela Winsor & Newton, papel de algodão e mini cavalete, o lindo domingo avança com arte…
Poucos conhecem a disciplina envolvida em uma atividade aparentemente tão simples!

é isso, por fernando stickel [ 16:21 ]

geração 80 completa 30 anos

80
Hoje, 14 Julho 2014, comemoram-se 30 anos da abertura da exposição ‘Como vai você, Geração 80?’

Mostra diversificada e esfuziante invadiu o Parque Lage com desenhos, instalações, grafites e performances de 123 jovens artistas

Artigo de Nani Rubin em O Globo

RIO — Em 14 de julho de 1984, quando Tancredo Neves apareceu nos jornais dizendo que iria vencer a presidência da República, sucedendo ao último general da ditadura, João Figueiredo, novos ares também sopravam no panorama da arte brasileira. Os ventos de um movimento original convergiam para a Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage, onde, desde as 16h, uma multidão circulava pelo palacete, apreciando e interagindo com obras de 123 artistas. Às 18h, com o trânsito já inteiramente engarrafado na Rua Jardim Botânico, milhares de gaivotas de papel produzidas por Carlos Mascarenhas e lançadas pelos visitantes disputavam espaço na piscina da mansão, cobrindo a “Baleia”, escultura inflável de Frida Baranek. Diante da entrada, a pintura “Sansão”, de Daniel Senise, parecia empurrar as colunas do casarão. Aqui e ali, havia performances. E intervenções bem-humoradas, como duas televisões de Barrão que conversavam entre si. Mais adiante, uma tela de Chico Cunha reproduzia a embalagem do bombom Sonho de Valsa. Lado a lado, as obras surpreendiam o público e pareciam responder, pictoricamente, à pergunta proposta pelo nome da exposição que era inaugurada ali: “Como vai você, Geração 80?”.

Veja aqui as minhas impressões sobre a exposição e a obra “AZ” que apresentei.

é isso, por fernando stickel [ 13:48 ]

gilda vogt no margs

gilda3
Minha amiga, a artista plástica Gilda Vogt está lançando projeto de apoio ao financiamento do livro sobre sua obra. Para tanto estão sendo abertas cotas para colaboradores interessados na aquisição de suas obras.

A iniciativa acompanha ampla retrospectiva de seu trabalho organizada por Gaudêncio Fidelis, diretor do Museu de Arte do rio Grande do Sul – MARGS

O lançamento do livro será realizado em Porto Alegre em 21 Setembro, simultaneamente à abertura da retrospectiva no MARGS.

Consultas com a coordenadora do projeto Mariana Kraemer, no e-mail projetos@gildavogt.art.br
Veja os trabalhos da Gilda aqui.

gilda-no-estudio-peq
Fotografei a Gilda em seu estúdio no início de 2014.

é isso, por fernando stickel [ 10:05 ]

meu quarto de solteiro

quarto2
Meu quarto na casa dos meus pais na Rua dos Franceses, Bela Vista.
Na época, cerca de 1970, eu estava totalmente “intoxicado” pelo mundo das artes, frequentava a Escola Brasil: e tinha aulas com os mestres Baravelli, Fajardo, Nasser e Resende.
Vivia as artes intensamente, com curiosidade e tesão e mesclava as artes “da casa” com as minhas aventuras na pintura.
No ano seguinte, em Maio 1971, me casei e saí da casa dos meus pais.

tanque
Meu quarto refletido no tanque de gasolina cromado da motocicleta Royal Enfield 350 “Bullet”, que eu havia desmontado.

é isso, por fernando stickel [ 10:14 ]

nova sede macusp

mac
Estive na sede nova do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MACUSP, no Ibirapuera (antigo DETRAN) para visitar a obra de Henrique Oliveira.
O museu está muito bem montado, e é simplesmente enorme! Faltam ainda pequenos detalhes como acesso decente ao estacionamento e paisagismo.
Sem dúvida uma das características mais interessantes do prédio reformado é a fantástica vista que se tem do terraço no último andar, de um lado o Parque do Ibirapuera, e do outro a gigantesca área verde do Instituto Biológico.

mac2

mac3

é isso, por fernando stickel [ 15:36 ]

prazer com a arte

garageg
Durante quase a totalidade da minha vida adulta estive apaixonadamente envolvido nas artes plásticas, das mais variadas maneiras:

– Visitante de exposições, aqui e no exterior, a mais remota lembrança me colocando ao lado dos meus pais visitando o MASP da R. Sete de Abril, início dos anos 50.
– Aluno de excelentes professores, aqui e no exterior, o primeiro foi Frederico Nasser em 1968, no estudio emprestado por Augusto Livio Malzoni na R. da Consolação.
– Participando de salões e exposições coletivas, aqui e no exterior, a primeira em 1971, na V Jovem Arte Contemporânea – MAC USP São Paulo.
– Realizando exposições individuais, a primeira em 1983, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte – São Paulo.
– Organizando/curando exposições, a primeira em 1987, como curador da instalação “Natureza Morta Limitada” para “A Trama do Gosto” – Bienal de São Paulo.
– Professor de desenho de observação por mais de 20 anos, de 1985 a 2006.
– Trabalhando desde 2004 na Fundação Stickel, promovendo a transformação social através das artes visuais.
– Desenhando, pintando, fotografando, pensando, escrevendo, editando, arrumando, pegando, trazendo, levando, cobrando, telefonando, agendando, organizando, vendendo, copiando, consertando, colecionando, propondo, retocando, montando, convencendo, desmontando, discutindo, sofrendo, gozando.

Tudo isto para constatar que continuo tendo o privilégio de me excitar a cada nova exposição. Algo que voltará a acontecer semana que vem, inédito na minha carreira, que será participar de exposição coletiva na inauguração da nova GALERIA GARAGE.

Arnaldo Pappalardo
Feres Khoury
Fernando Stickel
Guto Lacaz
Jacqueline Aronis
Kenji Ota
Lela Severino
Leonardo Crescenti
Luise Weiss
Miriam Mirna Korolkovas
Rubens Matuck

Curadora Rosely Nakagawa

Abertura na quarta-feira, 11 Junho das 19h às 23h

R. Miguel Rodrigues 88 – Vila Madalena
05447-060 São Paulo
11 3816-2424
contato@galeriagarage.com.br

é isso, por fernando stickel [ 0:43 ]

galeria garage

garagedia 11
Participarei da exposição coletiva de inauguração da nova GALERIA GARAGE. Um grupo de 11 amigos artistas foi convidado pela curadora Rosely Nakagawa, são eles:

Arnaldo Pappalardo
Feres Khoury
Fernando Stickel
Guto Lacaz
Jacqueline Aronis
Kenji Ota
Lela Severino
Leonardo Crescenti
Luise Weiss
Miriam Mirna Korolkovas
Rubens Matuck

SAVE THE DATE: Abertura na quarta-feira, 11 Junho das 19h às 23h

R. Miguel Rodrigues 88 – Vila Madalena
05447-060 São Paulo
11 3816-2424
contato@galeriagarage.com.br

O prédio original da nova galeria era o galpão de uma oficina mecânica, primorosamente reformado para abrigar uma galeria de primeiro mundo. Vou mostrar na exposição duas fotos inéditas, homenageando a “herança mecânica” da galeria.

garag

garage3
No prédio da direita a galeria própriamente dita, no da esquerda espaços para cursos e workshops.

é isso, por fernando stickel [ 9:38 ]

adoro arte!!!

portão2
Adoro arte!!!!

é isso, por fernando stickel [ 7:26 ]

brasilândia no madalena cei

original_brasilandia_final
Fundação Stickel em parceria com o Madalena Centro de Estudos da Imagem convida para a abertura da exposição coletiva de fotografias “Brasilândia”, participando da 5ª Mostra SP de Fotografia, homenagem a São Paulo em seu aniversário.

Data abertura: 25 de janeiro, sábado, às 16:00h
Período: 25/1 a 10/3/2014
Local: Madalena Workshops Centro de Estudos da Imagem
Endereço: R. Faisão 75 – Vila Madalena, São Paulo Tel: 11 3473-5410

A Fundação, através de seu colaborador, o fotógrafo Arnaldo Pappalardo e seu assistente Lucas Cruz, realizou nos últimos quatro anos o curso de fotografia “Um olhar sobre a Brasilândia”, destinado a moradores deste distrito da Zona Norte da cidade. O registro impresso destas experiências visuais cria um legado histórico e cultural universal, que interessa aos moradores do bairro e à cidade de São Paulo, proporcionando também aos participantes o registro físico e emocional da valorização de seu trabalho.

A Mostra SP de Fotografia é um projeto fotográfico anual de ocupação da Vila Madalena. A cada aniversário da cidade, a ideia é curar e expor trabalhos de diversos fotógrafos, de diversas áreas, em restaurantes, bares, espaços culturais, escritórios, lojas, salões e galerias do bairro.

é isso, por fernando stickel [ 16:43 ]

alunos de fernando stickel

46 alunos
Minha amiga e ex-aluna Lorna Lee Balestrery me enviou esta fotografia do grupo de 46 alunos do meu Curso de Desenho de Observação que expuseram seus trabalhos na Galeria Montesanti-Roesler (hoje Nara Roesler) em 24 e 25 Junho 1989. Eu estou sentado.
A foto foi tirada no meu estúdio da R. Ribeirão Claro 37, Vila Olímpia, onde se realizavam as aulas. Se bem me lembro o fotógrafo foi Hiroto Takada, a foto utilizada na divulgação e no convite.

lorna
Lorna (de vermelho) e amigos na exposição.

é isso, por fernando stickel [ 16:07 ]

vera martins na fábrica de cultura

verafabrica
A artista plástica Vera Martins, em colaboração com a Fundação Stickel e a Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha, exporá o trabalho elaborado em oficina de convivência artística.

é isso, por fernando stickel [ 17:21 ]

estúdio cassio michalany

hall
No bairro de Pinheiros, esquina da R. Simão Alvares com Teodoro Sampaio, em um predinho de dois andares, meu amigo Cassio Michalany teve durante muitos anos seu estúdio de pintor.
Estas fotos do hall de escada do prédio, e do estúdio são de 14 Dezembro 2003.
Meu filho Arthur tinha 8 anos, hoje tem 18…

sala cassio
Esta sala logo na entrada era usada como espaço de exposição de trabalhos novos.

mesa cassio
A mesa de trabalho.

cassio & arthur
A mesa da cozinha, o espaço social do estúdio.

arthur cassio
Na cozinha ficava também a bancada de trabalhos manuais.

cm4

é isso, por fernando stickel [ 18:45 ]

dois auto-retratos e um desenho

moi
Auto-retrato

– Caderno de folhas brancas encadernado com espiral e capa dura de papel grosso em formato A5 21 x 15cm.
– Lápis
– 17 Maio 2004, à tarde.
– Estúdio do artista à R. Nova Cidade, Vila Olímpia – São Paulo

estudio à tarde
Estúdio à tarde

auto
Auto-retrato
Câmera Leica D Lux 6 Digital
Banheiro do artista
24 Julho 2013 à tarde

é isso, por fernando stickel [ 17:28 ]