aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

vila olímpia

arabia, não nos abandone!

arabia2
Durante muitos e muitos anos fui cliente desta loja do restaurante Arabia na R. das Fiandeiras, Vila Olímpia.

O local sem nenhuma sofisticação nada mais era que a planta industrial do grupo, e em um pequeno espaço de frente para a rua servia as mesmas (excelentes) refeições disponíveis nos endereços sofisticados da rede.

Durante o almoço entregadores entravam e saiam, e por vezes eu encontrava o Sergio, o dono, e batia um papo com ele.

Nesta semana finalmente fiquei órfão… A indústria mudou-se para um novo imóvel, e o restaurante fechou.

Nas últimas vezes que encontrei o Sergio, pedi para ele abrir alguma outra coisa por aqui, existe uma clientela fiel!! Não nos abandone!!

é isso, por fernando stickel [ 17:25 ]

jardim da fundação stickel

fundacao-stickel
O “jardim” do escritório da Fundação Stickel na Vila Olímpia, com algumas das placas de sinalização utilizadas através das décadas…
Hoje o slogan da Fundação é ARTE TRANSFORMA.

é isso, por fernando stickel [ 17:02 ]

vila olímpia

parede-azul
Passo caminhando em frente à essa parede azul no mínimo umas 6 vezes por semana, no meu caminho de ida e volta para o almoço.
Sua beleza me passou desapercebida por um bom tempo!
Nossos olhos se acostumam, o raciocínio se desliga, a rotina toma conta e tira o brilho das coisas.
Algo no entanto me fez olhar novamente, lá estava ela, linda! Pronta para se transformar em uma imagem que enche os olhos de alegria! Recorte privilegiado do banal!

é isso, por fernando stickel [ 9:03 ]

parceria com a iniciativa privada

limpeza
Alô alô Prefeitura, olha só como funciona a parceria com a iniciativa privada.
Há poucos meses atrás a Praça Doutor Júlio Conceição Neves, na esquina da Av. Helio Pellegrino com Av. Faria Lima estava completamente abandonada, cheia de entulho e lixo.
Hoje, apadrinhada por uma incorporadora, esbanja limpeza e elegância…

julio2
A situação há menos de um ano atrás.

é isso, por fernando stickel [ 10:34 ]

alunos de fernando stickel

46 alunos
Minha amiga e ex-aluna Lorna Lee Balestrery me enviou esta fotografia do grupo de 46 alunos do meu Curso de Desenho de Observação que expuseram seus trabalhos na Galeria Montesanti-Roesler (hoje Nara Roesler) em 24 e 25 Junho 1989. Eu estou sentado.
A foto foi tirada no meu estúdio da R. Ribeirão Claro 37, Vila Olímpia, onde se realizavam as aulas. Se bem me lembro o fotógrafo foi Hiroto Takada, a foto utilizada na divulgação e no convite.

lorna
Lorna (de vermelho) e amigos na exposição.

é isso, por fernando stickel [ 16:07 ]

vila olímpia se transforma

vl1
A Vila Olímpia continua a se modificar em ritmo frenético.
A Fundação Stickel está localizada na R. Nova Cidade, na sobreloja em cima da farmácia. Somos vizinhos deste novo edifício comercial em construção.
Em 2003 no terreno onde sobe este prédio havia um sobrado com lojas ao nível da rua, auto-escola, borracheiro, mini-mercado, papelaria, tudo pequeno, servindo aos moradores do bairro.

vl5
Na esquina da R. Quatá havia um daqueles enormes bares.

vl2
Com a verticalização os personagens curiosos vão sumindo, como o borracheiro que vivia com um charuto na boca, e jogava dominó à tarde na borracharia.

vl3
A fase dos bares point de encontro de motociclistas e danceterias que infernizou o bairro no início do Séc XXI também já ficou para trás… Agora os reis do pedaço são os restaurantes a quilo, atendendo no almoço a centenas de estudantes do Insper e Anhembi-Morumbi.

vl4
Este galpão era meu vizinho de muro, abrigava uma produtora de filmes publicitários. Coisas estranhas entravam e saiam de lá… A produtora saiu, uma discoteca infernal se instalou, e o mercado imobiliário ocupou… a memória da cidade se acabou…

vl6
O Google Maps traz uma imagem da R. Nova Cidade com o sobradão ainda de pé, mas já com algumas lojas fechadas atrás do tapume azul.

é isso, por fernando stickel [ 17:56 ]

nova vila olímpia

vila olimpia
Talvez uma nova maneira de fotografar a Vila Olímpia…

é isso, por fernando stickel [ 17:35 ]

miséria

miseria
A miséria humana e os malditos fios da Eletropaulo… na R. Nova Cidade, Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 14:29 ]

arte na vila olímpia

verde2
Na Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 8:57 ]

os otários pagam

acidente
Recentemente um acidente ocorreu na Praça Doutor Júlio Conceição Neves, na esquina da Av. Helio Pellegrino com Av. Faria Lima, onde também tem início a R. Nova Cidade, na Vila Olímpia.

Não foi o primeiro acidente nesta esquina e certamente não será o último. Se os imbecis quiserem se matar bêbados nas madrugadas, não tenho nada contra, contanto que não destruam vidas além das próprias nem patrimônio alheio.

julio
Ocorre que a Prefeitura de São Paulo evidentemente não tem muito interesse em manter a pequena praça livre de sujeira, entulho e o poste quebrado pelo motorista maluco.
Evidentemente este mesmo motorista não será convidado a ressarcir os cofres públicos pelo prejuízo causado à cidade, que, como sempre, será pago por todos nós, os otários contribuintes da enorme carga de impostos municipais, estaduais e federais.

E assim o pobre país tropical, representado por uma pequena praça na cidade mais rica da América do Sul vai tropeçando em suas mazelas, sem força para sobrepujar séculos de descaso pela coisa pública. E os munícipes vão tropeçando na sujeira e no entulho, sonhando com o dia em que o motorista bêbado volte ao local do acidente com carrinho de mão, pá, vassoura e faça ele mesmo o conserto do estrago.

é isso, por fernando stickel [ 13:39 ]

vila olímpia

quatá
Até pouco tempo atrás esta loja fechada na R. Quatá, quase esquina com R. Nova Cidade, na Vila Olímpia, era uma oficina de usinagem, com torno, fresa, etc… Eu passava em frente e dava uma espiada nas máquinas, às vezes batia um papinho com o proprietário.
Pouco a pouco todos os estabelecimentos deste tipo estão sumindo do bairro, aparecem no lugar restaurantes a quilo, e outros, ou então os imóveis são vendidos em bloco para a especulação imobiliária.
O bairro muda muito, muito rápido.

é isso, por fernando stickel [ 13:14 ]

brasileiro odeia árvore

ar
Mais um capítulo da tragédia “BRASILEIRO ODEIA ÁRVORE”

A notícia é de ontem no Estadão: Prefeitura autoriza corte recorde de árvores para construção de condomínio de luxo.

1787 árvores irão para o lixo no Panamby (há promessas da construtora Bueno Netto de replantio, etc…)

É uma notícia grave em uma cidade sem verde como São Paulo. É notícia atual, mas não é novidade. A minha experiência de quase trinta anos circulando pelo bairro da Vila Olímpia mostra que o principal responsável pela destruição de árvores na cidade é a própria Prefeitura de São Paulo. Talvez em segundo lugar venham os motoristas…

Aqui no blog já tratei do assunto várias vezes, veja na série que intitulei “Brasileiro odeia árvore”
A cidade é vítima do corte indiscriminado, e eu como cidadão também sou vítima. Vejam só:

nova-cidade11
Até Outubro 2007 a R. Nova Cidade na Vila Olímpia contava com duas magníficas árvores no quarteirão entre a R. Quatá e a R. Casa do Ator, saudáveis e frondosas. Uma delas foi estúpidamente assassinada, pelo motivo mais fútil que se possa imaginar. A história do assassinato está aqui.

ar1

nova

No último dia 26 Abril a R. Nova Cidade se apresentava assim, com uma única árvore no quarteirão, imagem obtida no Google.

ar21
No mesmo dia, mais uma vez um caminhão da Prefeitura de São Paulo e sua equipe se dedicaram a podar a árvore, na minha ingenuidade achei que era apenas uma poda meio radical…
Qual nada, tratava-se apenas de mais um ASSASSINATO.
A Prefeitura aproveitou o feriado de 1 Maio e laboriosamente eliminou a árvore rente à calçada, como que a dizer aos cidadãos anestesiados: “Aqui nunca houve uma árvore saudável e frondosa.”
Pra disfarçar, plantaram uma árvorezinha miúda, com assinatura e tudo, eis o nome do criminoso: Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, com a palavra o Secretário Ricardo Teixeira.

ar4

ar5
Pronto, Secretário!!! Parabéns!!!!!
Mais uma rua árida, menos uma casa para os passarinhos, menos uma sombra para os pobres paulistanos, mais alguns graus na temperatura e na poluição da cidade, mas em compensação a academia de jiu-jitsu ganhou mais uma vaga de estacionamento…

é isso, por fernando stickel [ 18:12 ]

caos…

caos2
Não adianta fugir do caos visual em São Paulo. Para onde se olha, qualquer lugar, é o caos… e o caos pode ser interessante!

LuizZerbini_MAM_3
Pelo jeito a “estética do caos” está presente também nesta pintura de Luiz Zerbini, que abre exposição hoje no MAM Rio de Janeiro.

é isso, por fernando stickel [ 15:11 ]

entrada limpa, o resto…


Esta casa (ou escritório) na R. Nova Cidade, Vila Olímpia, recebe uma circulação de pedestre que mantém uma pequena faixa do piso “limpa”.
Todo o resto da garagem está tomado de sujeira, e a casa está aos pedaços.
Todo o tipo de interpretação do fato é possível.

é isso, por fernando stickel [ 19:17 ]

café & cacao


Minha amiga Gisela Domschke montou o Café & Cacao na R. Vahia de Abreu 714, na Vila Olímpia.
Fui lá conhecer e ganhei um café, preparado com expertise por Francisco Sacconi, e de quebra a Gisela fez questão que eu provasse o fantástico Apfelstrudel, excelente!
Servem também almoço, risotos, saladas, quiches.

(dá pra entender melhor a lentidão da evolução no post aí de baixo, né?…)

é isso, por fernando stickel [ 18:06 ]

rua quatá

quata
Rua Quatá, Vila Olímpia

é isso, por fernando stickel [ 15:14 ]

rua das fiandeiras

garrafão
Na R. das Fiandeiras, Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 10:38 ]

na vila olímpia

muro2
Na R. Nova Cidade, Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 11:40 ]