aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

máquinas

mercedes-benz pagoda

mercedes-am
Quase pronta!!!
Depois de um ano e um mês de trabalho, o restauro da Mercedes-Benz 280 SL 1970 (Pagoda) aproxima-se do final!
Desmontagem completa, funilaria e pintura completa, remontagem completa, capota de lona nova, instalação de ar-condicionado original Frigiking, reforma do cabeçote do motor, 100% das borrachas novas, 100% dos frisos e cromados novos (ou recondicionados), e mais alguns milhões de pequenos detalhes, sempre seguindo a originalidade do modelo W113.
O motor já virou, mas o carro ainda não andou, o que deve ocorrer nos próximos dias…
O cidadão que aparece na frente do carro na foto é o responsável pelo renascimento, trata-se do fabuloso Zeca, chefe da oficina A. M. Marcelo, onde se processa o milagre!

é isso, por fernando stickel [ 14:18 ]

remontando a pagoda

tanque
Suspensão traseira, diferencial, eixo cardã, freios, linhas de combustível, dutos de freio, cabos do freio de mão, bomba de combustível, tanque de gasolina, tudo revisado e remontado nos seus devidos lugares, esta é a situação hoje da Mercedes-Benz 280SL 1970 “Pagoda”!

é isso, por fernando stickel [ 17:00 ]

pagodas na a.m.marcelo

pagodas
No último sábado meu amigo Miguel fez esta foto na oficina autorizada Mercedes-Benz A.M.Marcelo, com nada menos que oito Pagodas em diversos estágios de recuperação, alguns, como o meu, realizando funilaria e pintura, outros somente mecânica.

Nesta linda seleção os três modelos Mercedes-Benz, 230, 250 e 280SL, cujas carrocerias são idênticas.

O meu carro na cor branca já está pintado e começa a ser remontado, o último da esquerda na foto, na cor cinza metálico, é o único que está pronto.

O modelo, código W113, foi produzido de 1963 a 1971, num total de 48.192 carros dos quais 23.885 foram 280SL, com grande parte tendo sido exportada para os Estados Unidos.

É interessante que, graças à simpatia dos proprietários e funcionários da oficina, os sábados de manhã são religiosamente reservados para visitas às máquinas, e assim, pouco a pouco os proprietários destas jóias vão se conhecendo, trocando informações, formando uma comunidade de “Mercedeiros” ou ainda “Pagodeiros”.

é isso, por fernando stickel [ 14:51 ]

pagodas na estrada dos romeiros


Passeio de Pagodas há três anos atrás, Estrada dos Romeiros…

é isso, por fernando stickel [ 17:26 ]

dois anos se passaram…

vida
Há dois anos atrás, às 15:30h do dia 25 Janeiro 2014 sofri um acidente de moto.
A foto acima é do dia 30/1/2014, minha primeira saída de casa após o acidente, que não para ir ao hospital…
Estou usando um colete por conta de uma vértebra quebrada e todos os ralados estão medicados.
Em abril 2015 sofri uma cirurgia no ombro direito, por conta das sequelas da queda, e hoje estou completamente recuperado.
Não ando mais de motocicleta.
O processo todo foi sofrido, doído, provocou uma revolução nos hábitos domésticos, a Sandra me ajudou muito no início, no banho, curativos, etc… depois contratei um enfermeiro para me ajudar, enfim, sobrevivi!
Só tenho a agradecer estar vivo e bem. E mais sábio…

Veja aqui todos os posts sobre o acidente e suas consequências.

é isso, por fernando stickel [ 8:29 ]

a hora dos cromados

cromados
A hora dos cromados. Consertar, soldar, polir, e finalmente cromar novamente. E assim a Mercedes-Benz 280SL 1970 “Pagoda” vai evoluindo no seu restauro!

é isso, por fernando stickel [ 14:04 ]

reforma da pagoda

sucata
Encontrei no retorno a São Paulo a sucata gerada na funilaria da Mercedes-Benz 280SL 1970.
O proprietário da oficina A. M. Marcelo, Matteo Petriccione me apresentou todos os pedaços de metal enferrujado retirados do carro nos últimos seis meses… A quantidade é impressionante! Atesta o quão necessária era a reforma!!

frisos
Uma enorme quantidade de peças cromadas, frisos, para-choques, acabamentos, etc… tem que ser analisadas uma por uma para se verificar se estão em ordem para a remontagem do carro, os materiais vão do aço ao alumínio, passando por inox e ligas exóticas. Zeca, o chefe da oficina e o Magiola, montador, examinam e separam.

prep
Os ultimos retoques na preparação da carroceria antes de se iniciar a pintura final, no código 050 – Branco.

matteo
Matteo e a tampa do porta-malas em alumínio, internamente com a pintura concluída em preto fosco.

é isso, por fernando stickel [ 17:28 ]

mercedes no fim da funilaria

pa1
O painel traseiro se junta à carroceria, fechando o conjunto do porta-malas da Mercedes-Benz 280 SL 1970.

pa2
A solda MIG une as peças minuciosamente, a grande quantidade de pontos ajuda na rigidez da estrutura, particularmente importante em um carro conversível.

pa3
Esta é a última grande etapa da funilaria, o carro agora seguirá para acabamento, lixa e pintura!

é isso, por fernando stickel [ 16:15 ]

porta-malas novo

pm1
Este é o assoalho original do porta-malas da Mercedes-Benz 280 SL 1970, totalmente enferrujado.

pm2
O “master funileiro” Dirceu copia a peça em papel e transfere o desenho com precisão para uma chapa de aço virgem, trabalhando-a no martelo, prensa e outras ferramentas especializadas até reproduzi-la com perfeição!

pm3
A peça refeita em seu local definitivo. Falta apenas soldá-la.

pm4
O porta-malas antes do início do processo.

é isso, por fernando stickel [ 14:51 ]

matching numbers!

data1
Este é o “Data-Card” da Mercedes-Benz 280 SL 1970, do dia 21 Janeiro 1970, seu registro de nascimento, descrevendo o modelo e suas características, acabamentos, cores, opcionais, etc…

Quando a numeração dos componentes principais do carro (chassis, motor, câmbio) bate com os números do Data-Card, diz-se que ele é “Matching Numbers”, ou seja, 100% original conforme saiu da fábrica, uma característica altamente desejável pelos colecionadores.

A cor original do carro é o código 717, Papyrus Weiss, que é mais um cinza claro que um branco, uma cor “antiga” apropriada para carros de quatro portas. Vou tomar a liberdade de pintar o carro agora na restauração no código 050, também pintura original Mercedes da época, é um branco levemente puxando para o creme, muito parecido com a cor em que o carro estava antes do restauro.

O estofamento vermelho é o original de fábrica, assim como a capota de lona preta. Acrescentarei um opcional importantíssimo, ar-condicionado original Frigiking.

data2
O número do chassis.

data3
O número do câmbio.

data4
O número do motor.

IMG_5561.JPG
Em breve ela voltará em toda a sua glória!!

é isso, por fernando stickel [ 11:55 ]

mercedes em restauro

d1

d2
O mestre da funilaria Dirceu, da oficina A.M.Marcelo me apresenta o painel traseiro da Mercedes-Benz 280SL, construido na tesoura e no martelo por ele.
Cada parte enferrujada do carro é recortada e substituida por uma chapa nova, moldada exatamente no formato original por suas hábeis mãos.
O processo é lento, detalhista, meticuloso. Ao final do trabalho 100% da lataria terá sido revisada, consertada, liberada de qualquer partícula de tinta ou ferrugem, limpa, e receberá demãos de anti-oxidante e primer.

d3
A parte traseira do carro, sem o painel.

d4
O interior da carroceria já passou pelo processo de restauro.

é isso, por fernando stickel [ 10:06 ]

master dirceu

dirceu
Nas últimas semanas tenho visitado regularmente a oficina A. M. Marcelo, autorizada Mercedes-Benz responsável pelo restauro da Pagoda 280 SL 1970.
Acompanho com crescente interesse o trabalho do funileiro “Master” Dirceu, um artista, artesão de primeira água, preciso, calmo, eficiente, de poucas palavras.
As peças deterioradas pela ferrugem cedem lugar a chapas novas, moldadas com precisão germanica, impossível diferenciar a nova peça restaurado do original decaído.
Uma hora é a solda MIG, em outra o oxi-acetileno, depois o martelo, a serra e a tesoura, tudo em uma sequência lógica, por vezes barulhenta, mas sempre eficiente.
Nada escapa de seu escrutinio, nenhum detalhe deixará de ser corrigido, tudo caminha para a perfeição absoluta!
É um enorme prazer acompanhar a evolução deste trabalho!!!

dirceu2
Chassis, portas, painéis, tudo alinhado, aço, alumínio, tudo no seu lugar!

é isso, por fernando stickel [ 23:22 ]

restauro da pagoda

tra
O restauro da Mercedes-Benz 280SL 1970 prossegue:

Após a eliminação dos defeitos nas portas elas foram recolocadas na carroceria e aí descobriu-se que o carro estava torcido.

Para resolver o problema coloca-se o chassis/monobloco em um gabarito e a estrutura toda é realinhada.

Após a operação de realinhamento são soldadas travas provisórias, imobilizando a estrutura na posição correta, permitindo o casamento perfeito de todas as peças da carroceria.

é isso, por fernando stickel [ 16:09 ]

continua a reforma

dec
Acompanhar a reforma de uma máquina querida é uma das coisas mais gostosas que conheço, conversar com o Zeca, chefe da oficina, discutir detalhes, consultar referências, tudo para obter a perfeição no resultado final. É o que está acontecendo com a Mercedes-Benz 280SL 1970 “Pagoda”, internada na oficina A.M. Marcelo.

capo
A parte interna do capô dianteiro em alumínio apresenta vários amassados, que serão corrigidos.

retoque
O corpo do carro, em aço, começou a ser decapado, no sentido horário. Já apareceu um retoque feito na lata na beirada do farol. Uma batida antiga?

cap
A capota rígida começa a ser desmontada.

cap2
Vários pontos de ferrugem.

é isso, por fernando stickel [ 19:10 ]

pagoda no restauro

pag
Finalmente chegou a hora do restauro completo da Mercedes-Benz 280SL 1970 “Pagoda”.
Ela será totalmente desmontada, a pintura eliminada para deixar tudo “na lata” (ou no alumínio, nos dois capôs e portas) em seguida funilaria onde necessário, pintura e remontagem.

pag2
O capô do porta-malas em alumínio, com a tinta removida. Havia um único amassado, devidamente recoberto de massa…

pag3
Ferrugem no porta-malas e em vários outros pontos exige cuidados, nada poderá ser deixado ao acaso, tudo será examinado.

pag4
Ao final do rallye 1.000 Milhas Históricas, o motor começou a “fumar”, ou seja, queimar óleo.
Agora retirado o cabeçote descobrimos a razão, as guias de válvula estão com folga.

é isso, por fernando stickel [ 16:43 ]

mercedes-benz na technoclassica essen 2014

Fernando Stickel visita o stand da Mercedes-Benz na MESSE ESSEN – Technoclassica Essen 2014, a maior feira mundial de carros clássicos.

é isso, por fernando stickel [ 22:55 ]

sonhei com 190 SL

190
Sonhei que eu tinha uma Mercedes-Benz 190 SL, e que um caminhão a abalroou na minha frente, destruindo o carro…
No sonho o carro era cor prata, para ilustrar só encontrei um preto… A tristeza é igual.
Enorme alívio ao acordar!!!!

é isso, por fernando stickel [ 17:57 ]

mondialino 50cc

Olha só que descoberta fantástica do meu amigo Pituco, enviada por WhatsApp!
Ele estava ajudando o Pedrinho Latorre a organizar coisas da famosa loja de motocicletas Latorre quando tropeçou no registro da compra da Mondialino 50cc no exato dia do meu aniversário de 17 anos, 6 Outubro 1965!!!

pituco

mondialino1
Em 1964, aos dezesseis anos de idade, de tanto insistir e encher o saco dos meus pais, acabei ganhando uma Leonette 50cc, com duas marchas, na mão.

No dia 6 de Outubro de 1965, dia do meu aniversário de 17 anos, um pouco antes da hora do almoço, meu pai pede para que eu entre no carro, o motorista começa a dirigir em direção à cidade, sem falar nada… vamos nos aproximando da Al. Barão de Limeira, e começo a sentir um friozinho na barriga, pois naquela região ficavam na época as principais lojas de motocicletas, Latorre, Edgar Soares, etc…
Paramos no Latorre, descemos, e meu pai me pergunta qual moto eu gosto mais…
Explodindo de alegria eu examino os modelos Mondial 50cc, havia um de corrida, com o tanque bem comprido, e um outro, estilo “cross”, que achei mais adequado ao meu biotipo, digamos assim, forte…
Quatro marchas no pé, a máquina era o sonho de qualquer moleque.
Meu pai fechou o negócio, e um mecânico da loja veio seguindo nosso carro no Mondialino zero km, azul claro metálico!!!
Que visão, que memória fantástica, meu pai que sempre foi durão comigo ganhou um milhão de pontos naquele dia.

Meu amigo Pituco me envia este catálogo da Brasimport, representante da Mondial:

brasimport

é isso, por fernando stickel [ 10:25 ]