aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

arte

fundação stickel na semana de arte


A Fundação Stickel foi convidada a participar da Semana de Arte, uma feira de arte com conceito curatorial inovador, cercada de eventos culturais por todos os lados.

A Fundação, entidade beneficente sem fins lucrativos, recebeu o convite com muito orgulho, será uma oportunidade única de dar visibilidade aos seus projetos, e, principalmente, angariar suporte através da venda dos trabalhos de seus alunos de fotografia.

Teremos cerca de 100 imagens maravilhosas disponíveis para venda, a preços extremamente convidativos.

é isso, por fernando stickel [ 17:29 ]

30 desenhos


30 DESENHOS

Um pouco antes de sua exposição individual de pinturas em Março de 1980 na Galeria Luisa Strina em São Paulo, Cassio Michalany acordou em um belo sábado ensolarado de Janeiro, pegou sua Caloi 10 branca e foi pedalando até a USP, onde nadou na piscina do COSEAS.

Voltou para sua casa-estúdio na R. Lourenço de Almeida na Vila Nova Conceição, pegou sua Brasilia verde e foi almoçar perto do Hospital São Paulo na Vila Mariana, onde traçou um bife a cavalo com dois ovos.

Voltou para casa, descansou um pouco, e foi até o Edgar Discos na R. Dep. Lacerda Franco em Pinheiros onde comprou um dos mais importantes discos de Stevie Wonder, “Songs in The Key of Life” o da capa vermelha, como uma rosa.

Voltou para casa, abriu as portas verdes do estúdio, pegou uma série de papéis pré cortados no tamanho 16 x 20cm, esponjas, e os potes de tinta acrílica que utilizou na execução das pinturas de sua exposição, colocou o Stevie Wonder para tocar, serviu-se de um uísque e começou a produzir desenhos.

Uma fortíssima chuva de verão desabou, e Cassio simplesmente a ignorou, intoxicado pelo calor de verão, focado no profundo prazer de fazer algo maravilhoso, intenso, o prazer de fazer ARTE!

A chuva parou, os desenhos estavam ali, no chão, exuberantes, prontos, relaxados. Cassio descontraiu-se, respirou fundo e foi até a Lanchonete da Pracinha, na Pça. Pereira Coutinho, comeu um sanduiche, deitou no banco da praça, olhou para o céu azul profundo, deu um tempo, voltou para casa e foi dormir satisfeito.

No dia seguinte logo cedo, domingo, observou os desenhos e adicionou com lápis e régua pequenos traços retos de grafite, que terminaram magistralmente a série de 30 DESENHOS.

é isso, por fernando stickel [ 11:46 ]

leilão do boi


Foto Caio Reisewitz
Os artistas que doaram suas obras e que estavam presentes no leilão em benefício de José Carlos Boi Cezar Ferreira no auroras.
Agachado de camisa azul claro Ricardo Kugelmas, que gentilmente cedeu o auroras para o leilão.
A última pessoa da direita, de preto, é a Gisela Domschke, que organizou, listou, administrou, cobrou, e com sua enorme disposição e bom humor ajudou a realizar este belo e bem sucedido movimento.

é isso, por fernando stickel [ 17:40 ]

leilão josé carlos boi cezar ferreira

LEILÃO DE PAREDEJOSÉ CARLOS BOI CEZAR FERREIRA

Estamos organizando um leilão de parede em beneficio de José Carlos BOI Cezar Ferreira, grande mestre e referência para todos nós. O evento que vai acontecer no Auroras tem como objetivo a criação de um fundo de apoio que será administrado pela familia deste artista fundamental à nossa história.
67 artistas de várias gerações participam ativamente dessa ação especial. Os lances mínimos dos trabalhos foram estipulados por seus próprios autores. Para acessar a lista de trabalhos, clique aqui.

Data: Sábado, 10 de junho
Horário: das 12h às 19h
Local: auroras
Endereço: Av. São Valério 426  –  São Paulo
manobristas à porta

Contamos com sua presença, abraços,
Ana Maria Tavares, Artur Lescher, Bruno Dunley, Dudi Maia Rosa, Fernando Stickel, Jac Leirner,  Leda Catunda, Pedro Ferreira e Ricardo Kugelmas.


Qual a dinâmica do leilão?
Cada trabalho terá a seu lado uma folha com a ficha técnica e o lance mínimo estipulado por seu autor. Os interessados devem colocar nessa folha o valor de seu lance. Os lances na parede são abertos e conhecidos de todos. Às 19h, os trabalhos serão arrematados pela pessoa que tiver realizado o lance mais alto.
Caso não possa estar presente, será possível também dar lances pelo telefone. Para maiores informações, entre em contato com Gisela Domschke no e-mail: gdomschke@gmail.com

é isso, por fernando stickel [ 12:14 ]

ponto convergente: 3 anos…


Três anos atrás iniciei no Madalena CEI o curso “Ponto Convergente”.
Para a inscrição e seleção me solicitaram um texto, que acabo de reler, vejam:

“PONTO CONVERGENTE

Em momentos de mudança buscamos orientação, indicação de caminhos e recomendações. Nos apoiamos nos depoimentos de quem passou por situação similar, até surgir clareza e caminho livre.

O livro milenar da sabedoria chinesa I-Ching garante responder sua consulta com exatidão, contanto que sua pergunta ao oráculo seja precisa. Se houver falha na resposta é porque a pergunta estava mal formulada.

Nesta jornada carregamos várias coisas, dúvidas, recursos, experiências, vontades.

Meu olhar é definitivamente uma das coisas boas que possuo, meu melhor instrumento de trabalho. Foi treinado, desenvolvido e aprimorado principalmente no âmbito das artes plásticas, mas também na arquitetura, nas cidades, ruas, museus, exposições, na natureza e em todas as experiências neste planeta. Recentemente (cerca de dez anos) este olhar vem voltando-se mais para a fotografia, onde também vem sendo aprimorado.

Mas o bom olhar por si só não resolve todas as questões, não faz a pergunta, não indica o caminho.

É preciso ajuda para chegar ao ponto convergente. É preciso formular a pergunta correta.
É preciso escolher um caminho.

Acredito que o curso “Ponto Convergente” possa me ajudar neste momento de procura, quando 30 anos de militância nas artes plásticas já ficaram para trás, e dez anos de experiência com a fotografia ainda não se consolidaram.

Fernando Stickel
24 Março 2014”

Posso assegurar que o trabalho foi feito, e eu não estaria onde estou hoje no universo da fotografia se não tivesse tido a rica experiência deste curso.

é isso, por fernando stickel [ 9:39 ]

No Dia Internacional da Mulher, homenageio uma mulher especial:

Júlia Campos nascida em 1965 na Vila Brasilândia em São Paulo, demonstrava desde criança seu amor à sétima arte.

Ela e o irmão Amaro gravavam histórias em fitas cassete para apresentar às crianças do bairro. Julia também participou de alguns comerciais de produtos.

Trabalhou como free-lance, produziu casting de elenco e até atuou como cabeleireira. O curso de cinema no SENAI foi o catalisador de sua carreira de cineasta.

Fundou com o marido a Brasilândia Filmes em 2007, ano em que deu vida ao seu primeiro curta-metragem “A loira do banheiro”, com a participação de moradores da comunidade.

Em 2010 nasceu o documentário “DNA da Brasilândia e suas histórias”, realizado pela Fundação Stickel em parceria com a Brasilândia Filmes. A Subprefeitura Freguesia/Brasilândia ofereceu o espaço da Casa de Cultura da Brasilândia para a realização do curso.

Júlia e os 18 participantes do curso foram às ruas da Brasilândia para documentar a história do bairro e entrevistaram vários moradores com mais de 50 anos de Brasa. O vídeo conta a história do bairro, através destas pessoas que testemunharam o desenvolvimento e a transformação da Vila Tiro ao Pombo em Vila Brasilândia.

Júlia Campos teve um AVC e faleceu precocemente aos 46 anos em 2011, poucos dias após receber homenagem da Câmara Municipal de São Paulo nas comemorações dos 64 anos do bairro da Brasilândia.

é isso, por fernando stickel [ 16:29 ]

apoio o olho!


Apoio!!

é isso, por fernando stickel [ 17:43 ]

oficinas clássicas publicado!


O site de fotografias L’OEIL DE LA PHOTOGRAPHIE publica os portfolios de seus leitores.
O meu ensaio “Oficinas Clássicas” foi publicado!
Coque aqui para ver a matéria.

é isso, por fernando stickel [ 12:08 ]

emerging awards lens culture

lens-culture
Mais um concurso… A cada participação, mais experiência…

Clique aqui para ver os vencedores.

é isso, por fernando stickel [ 15:23 ]

prêmio gávea de fotografia

No dia seis eu descobri que fiquei só na promessa…

Caro candidato,

Dentre os mais de 500 inscritos, você é um dos 66 finalistas do Prêmio Gávea de Fotografia. O resultado será divulgado dia 06.12, terça-feira, até às 19 h. Obrigada pela sua participação.

Boa sorte.

Equipe Galeria da Gávea


Galeria da Gávea
+55 21 2274-5200
www.galeriadagavea.com.br
skype: @galeriadagavea

é isso, por fernando stickel [ 15:07 ]

erico stickel doou ao ieb

ieb
Meus pais Erico e Martha Stickel doaram em 2002 parte importante da biblioteca que meu pai criou durante sua vida de bibliófilo e estudioso da iconografia brasileira.
A instituição escolhida para a doação foi o Instituto de Estudos Brasileiros da USP, o IEB, e a doação ocorreu dois anos antes do falecimento do meu pai, em 25/12/2004.

é isso, por fernando stickel [ 8:37 ]

vila olímpia

parede-azul
Passo caminhando em frente à essa parede azul no mínimo umas 6 vezes por semana, no meu caminho de ida e volta para o almoço.
Sua beleza me passou desapercebida por um bom tempo!
Nossos olhos se acostumam, o raciocínio se desliga, a rotina toma conta e tira o brilho das coisas.
Algo no entanto me fez olhar novamente, lá estava ela, linda! Pronta para se transformar em uma imagem que enche os olhos de alegria! Recorte privilegiado do banal!

é isso, por fernando stickel [ 9:03 ]

bellevue strand

bellevue
Momento Luigi Ghirri em Bellevue Strand, Dinamarca.

é isso, por fernando stickel [ 17:52 ]

rua dos franceses

franceses
Na Rua dos Franceses, Bela Vista.

é isso, por fernando stickel [ 8:52 ]

hector babenco, rip

hector
Hector Babenco e Barbara Paz, 28 Dezembro 2014

Conheçia o Hector há muitos anos, mas no Reveillon de 2015, no Outeiro das Brisas, houve um contato mais próximo, pois ele e sua mulher Barbara Paz produziram uma sessão de cinema ao ar livre, e projetaram o filme “Birman” para os habitantes da praia. Meu filho Arthur, estudante de cinema, conversou um pouco com ele, na beira da praia enquanto se preparava a projeção, foi simpático e instrutivo.
Penso com carinho nele, e desejo que faça uma boa viagem.

hector 2
Hector supervisionando a instalação da “sala de cinema”.

hector 3
A projeção.

é isso, por fernando stickel [ 22:37 ]

cinema no ceu paz!

ceupaz1
Inaugurado o Circuito Spcine no CEU Paz. Serão 20 salas de cinema nos CEU de São Paulo, oferecendo programação de cinema de qualidade.
Iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.
A Fundação Stickel, como parceira do CEU Paz estava lá para prestigiar o evento.

ceupaz2
Claudia Nogueira de Lima Souza Barros e eu.

ceupaz3
Esperando a hora de entrar no cinema.

ceupaz4
A placa do Cine Paz.

ceupaz5
As torres de caixa d’água chicoteadas em oficina recente de Vera Martins, por iniciativa da Fundação Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 9:31 ]

visão urbana idea zarvos

visaourbana

Adorei participar do concurso “Visão Urbana Idea Zarvos”, pelas razões expostas aqui.

Confesso, no entanto, que o resultado do juri me decepcionou. Não porque eu não tenha sido premiado entre as 16 fotos vencedoras, absolutamente. O meu prêmio foi ter sido um dos 532 selecionados de um total de mais de 15.000 fotos.

A minha decepção veio das seguintes constatações:

1. As 16 fotos vitoriosas não apresentam, à exceção do Edyr Sabino ou André Chirinos um salto de qualidade, beleza ou interesse significativo em relação às outras, ou seja, eu esperava ver 16 fotos completamente arrasadoras, e vi 16 fotos que poderiam perfeitamente ser as minhas, ou dos meus outros 531 colegas selecionados.

2. Não consigo entender, em um universo de mais de 15.000 fotos enviadas e 532+16=548 fotos selecionadas, e à luz da constatação #1 acima, haver três premiações para um mesmo nome, Fernando Ricci, excelente fotógrafo profissional.

é isso, por fernando stickel [ 17:11 ]

maia rosa & millan

dudi
Dudi Maia Rosa

marcelo2
Marcelo Maia Rosa na entrada da Galeria Millan, onde se realiza a exposição VRIDO de seu pai, Dudi Maia Rosa.
A exposição estará em cartaz até 11 Junho.

estudio dudi
Gilda Vogt Maia Rosa no estúdio do artista.

é isso, por fernando stickel [ 10:11 ]