aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003


DIA DE DOAR: 28 DE NOVEMBRO!!

A Fundação Stickel está participando pela primeira vez da campanha Dia de Doar, também conhecida como Giving Tuesday, a ação vem na sequência das festividades do Dia de Ação de Graças.

A campanha, presente em vários países do mundo, promove a cultura da doação em uma mobilização nacional entre organizações e sociedade civil.

A Fundação Stickel apoia esta ideia!

Quem doa transforma!

A Arte transforma e leva desenvolvimento e inclusão para pessoas e comunidades!

Clique aqui e doe!

Doe Agora

Participe, propague esta ideia.
Ajude-nos na missão de promover cursos e oficinas gratuitos, além de impulsionar e valorizar o trabalho dos artistas de São Paulo… 

#DiadeDoar #FundaçãoStickel #ArteTransforma #doação #solidariedade #inclusãosocial #terceirosetor #Brasil #givingtuesday

MUITO OBRIGADO!!


Vários amigos doaram dinheiro à Fundação, aos quais agradeço de coração! Significa que acreditam no nosso trabalho e na nossa seriedade, o que é extremamente gratificante! E, principalmente, significa que a Fundação terá mais recursos para melhorar e ampliar sua atuação.

é isso, por fernando stickel [ 8:32 ]


Meu irmão Neco Stickel vai expor seus lindos desenhos no Museu da Casa Brasileira. Sábado, 25 Novembro às 14:00h

é isso, por fernando stickel [ 15:58 ]


Fundação Stickel convida para a noite de autógrafos no lançamento do livro” Tinta Loka – Street Book” de Bonga Mac e Tamires Santana pela LiteraRUA Editora.

A7MA Galeria – R. Harmonia 95B – Vila Madalena tel 2361-7876

Sábado, 18 Novembro 2017 das 17:00 às 21:00h

Participação dos DJ’s Clevinho, MF e Pow!

é isso, por fernando stickel [ 14:21 ]


Arthur Stickel, navegador e eu piloto conquistamos em 29/10/2017 o primeiro lugar na categoria F – Esportivos Europeus 1961 a 1970 no Rally Quadrifoglio 2017 – Circuito das Nascentes, promovido pelo Alfa Romeo Clube do Brasil, 6ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Regularidade da FBVA.


A grande vencedora, mais uma vez… Mercedes-Benz 280 SL 1970, primorosamente restaurada pela oficina A. M. Marcelo.


Na classificação geral obtivemos o segundo lugar, em um total de 56 carros participantes.

é isso, por fernando stickel [ 7:42 ]


A Mercedes-Benz 280SL 1970 Pagoda ganhou no dia 7/10/2017, (uma data palindromica) o segundo lugar no “Concours D’Elegance Car Day Brasil 2017”, julgado por juízes internacionais da FIVA, Féderation Internationale des Véhicules Anciens.

Os premiados na categoria Esportivos Europeus, Classe F 1961 a 1970:
1º Lugar – Ferrari 365 GTC Pinin Farina – 1969
2º Lugar – Mercedes-Benz 280 SL – 1970
3º Lugar – Ferrari 330 GT coupe – 1965

O certificado foi assinado por Patrick Rollet, presidente da FIVA, um dos juízes, e por Roberto Suga, presidente da FBVA

O evento se realizou no maravilhoso campo de polo da Sociedade Hípica Paulista, promovido pela Federação Brasileira de Veículos Antigos FBVA em comemoração ao seu aniversário de 30 anos e foi produzido pelo Grupo Siquini.

Tenho particular orgulho em receber este prêmio porque representa o reconhecimento de um trabalho sério de restauro, seguindo o lema SOMENTE A PERFEIÇÃO!!! Foram cerca de 10 anos de trabalho, entremeados de uso do carro, participação em rallyes, etc…


Devo creditar este importante prêmio à dedicação e competência da oficina A. M. Marcelo, responsável pela desmontagem completa do carro, funilaria, pintura e remontagem, processo que levou ano e meio.

Obrigado à família Petriccione, ao Zeca chefe da oficina, ao Dirceu mago dos metais e a todos que colaboraram no processo hercúleo de trazer a máquina ao seu esplendor original.

é isso, por fernando stickel [ 8:39 ]


Em 1985 morei em New York na rua 18 West, quase esquina com a 5ª avenida.
Eu sabia que Marcel Duchamp tinha morado ali perto na rua 11, e na página 127 do meu livro “aqui tem coisa” tem um desenho meu alusivo a este assunto.


Agora, através deste artigo, descubro o endereço exato do antigo estúdio de Duchamp na 80 East 11th Street #403, e também que o artista Serkan Ozkaya reproduziu no local a obra mais importante de Duchamp. Étant donnés: 1. la chute d’eau 2. le gaz d’éclairage (1946–1966).

é isso, por fernando stickel [ 17:21 ]


Vou participar do VI Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2017 como anfitrião de uma mesa no Almoço Temático, discorrerei sobre o tema “Arte e transformação social”, na experiência da Fundação Stickel.

Esta é a 6ª edição do Fórum e o tema escolhido é Sucesso. As plenárias e debates procurarão responder perguntas como: O que é sucesso no investimento social privado? Como ele é entendido por famílias, empresas e comunidades? O que é sucesso quando se aborda problemas complexos? E quando se busca o ganho de escala? Como construir o sucesso e como avaliá-lo?

Nas edições anteriores, o evento reuniu cerca de 650 participantes, entre filantropos, líderes e especialistas nacionais e internacionais. Para mapear e discutir o papel da filantropia para o desenvolvimento do Brasil, o Fórum já contou com a presença de nomes como Jorge Gerdau Johannpeter, Lester M. Salamon, Swanee Hunt, Ana Paula Padrão, José Guimarães Monforte, Jane Wales, Gilberto Carvalho, Rob Garris, Viviane Senna, Peter Eigen, Guilherme Leal, Ana Lúcia Villela, Carlos Alberto Sardenberg, entre outros.

O Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais é uma iniciativa conjunta do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) e do Global Philanthropy Forum (GPF).

O GPF é um projeto do World Affairs Council, criado para construir uma comunidade de doadores e investidores sociais comprometidos com causas internacionais. Também busca estruturar, potencializar e aprimorar o caráter estratégico do Investimento Social Privado. Por meio de uma conferência anual, um seminário de verão, eventos especiais e teleconferências, o GPF conecta doadores a causas, a estratégias eficazes, a potenciais parceiros de cofinanciamento e a emblemáticos agentes de mudança de todo o mundo.

é isso, por fernando stickel [ 15:51 ]


O tempo, a memória e o Dormonid

Há uma semana atrás, no dia 14/9/2017 acompanhado da minha mulher Sandra entrei no hospital às 8 horas da manhã para realizar cirurgia de hérnia inguinal do lado esquerdo.

Após recepção e check-in subimos para um quarto provisório, o definitivo só após a cirurgia. Pouco a pouco foram chegando os enfermeiro(a)s, médicos da equipe de cirurgia, fui recebendo instruções, tire a roupa, coloque esta camisola azul (que te deixa com a bunda de fora…) deite na cama, tiraram minha pressão, picaram meu dedo para subtrair uma gotinha de sangue, mediram minha temperatura, etc… e assim foi até o maravilhoso momento da aplicação de uma minúscula injeção em minha nádega direita: DORMONID!!!

Deitei na maca com rodinhas e lá fui empurrado pelos corredores em direção ao centro cirúrgico, fiquei olhando o teto dos corredores, luminárias, grelhas de ar condicionado, luminárias… grelhas… e nem percebi que apaguei.

Não me lembro do meu retorno ao quarto, porém me lembro de uma única coisa, me mostraram um saquinho plástico com coisas do meu corpo dentro, uma visão David Lynchiana…

Os médicos vieram me visitar, e óbviamente não lembro de nenhum deles, porém comentaram que interagiram comigo, conversaram…

Não lembro dos horários nem dos rostos nem de nada, acho que jantei, e de lá para cá o tempo e as memórias se condensaram, ou se expandiram, ou simplesmente desapareceram. Desconfortos, dores, tudo vai sumindo…

Mais alguns dias e mal lembrarei desta cirurgia…

Às vésperas de completar 69 anos de idade, a quantidade de cirurgias vai aumentando, amígdalas e implante de placenta na adolescência, hérnia de disco com 40 anos, catarata, ombro, e agora hérnia inguinal… Vamos em frente!!!

é isso, por fernando stickel [ 8:33 ]


10º Encontro da associação Paulista de Fundações – APF em 29/8/2017.
Compliance entrou definitivamente no radar e no mapa das instituições do Terceiro Setor.

é isso, por fernando stickel [ 16:07 ]


Missão cumprida! O stand 35 da Fundação Stickel está montado no Hotel Unique, dentro da Semana de Arte com as fotografias dos nossos alunos!!

A equipe da Fundação Stickel se esforçou para preparar, em curto espaço de tempo esta mostra, e está de parabéns!!! Tudo deu certo, a exposição inaugurou ontem, 17 Agosto 2017 para convidados, vendemos cerca de 20 fotos, foi ótimo!!!

Este evento marca o início de uma nova fase da Fundação, pois pela primeira vez em sua história estamos captando recursos através da venda de trabalhos de nossos alunos. Os valores arrecadados desta maneira reverterão 100% para novos cursos.


Foto Paulo Freitas
No jantar de comemoração do evento promovido por Carolina Holzer Zagottis, Luisa Strina nossa “madrinha” e eu.

é isso, por fernando stickel [ 9:54 ]


Página da Fundação Stickel no Catálogo da Semana de Arte.

A Fundação Stickel exporá os trabalhos de seus alunos de fotografia no Hotel Unique – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4.700 em São Paulo.
18/08 (sexta-feira) e 19/08 (sábado): 12h – 20h
20/08 (domingo): 12h – 18h

A Fundação Stickel conta com o apoio da Capricho Molduras neste evento.

é isso, por fernando stickel [ 13:28 ]


A Fundação Stickel tem muito orgulho de participar desta mostra, expondo os trabalhos de seus alunos em uma vitrine de altíssima qualidade, no Hotel Unique – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4.700 em São Paulo, de 18/08 (sexta-feira) e 19/08 (sábado): 12h – 20h a 20/08 (domingo): 12h – 18h

O olhar desenvolvido em nossos alunos pelos fotógrafos e educadores Arnaldo Pappalardo e Lucas Cruz nos cursos gratuitos “Um olhar sobre a Brasilândia” e “Um olhar sobre a Cachoeirinha” promovidos em parceria com o “Programa Fábricas” da Secretaria de Estado da Cultura, vai com certeza surpreender os visitantes da “Semana de Arte”.

A Semana de Arte vai ocupar São Paulo entre os dias 14 e 20 de agosto de 2017 com uma série de espetáculos exclusivos de artes cênicas, música, dança, cinema e literatura espalhados por diversos espaços, passa por um ciclo de debates com convidados internacionais, tours arquitetônicos, e culmina na feira propriamente dita, que reunirá um seleto time de galerias do Brasil e do mundo. Programação aqui

A Fundação Stickel conta com o apoio da Capricho Molduras neste evento.


Foto de Danyela Medeiros dos Santos


Foto de Ricardo Papai Marin

é isso, por fernando stickel [ 18:02 ]


Sonhei que estava no estúdio do pintor Wesley Duke Lee (1931-2010), conversava com ele, trocávamos idéias sobre a evolução de um trabalho que fazíamos em conjunto.
Era um desenho/pintura sobre um tecido menos encorpado que uma tela de pintura., cerca de 100 x 70 cm.
O estúdio ficava na R. Bela Cintra e era diferente de seu espaço na Av. João Dias em Santo Amaro, era menor, de proporção quadrada, com uma espécie de clarabóia no teto para a entrada de luz.
Era o final da manhã de um sábado e eu sabia que tinha de sair para almoçar com a Sandra.
Foi então que Wesley assinou o trabalho com uma dedicatória, escreveu:
Para Fernando Stickel… e aí fez uma série de volutas com o lápis… e assinou ao final.
Aí chegou uma pessoa, percebi que Wesley precisava tratar de assuntos, me despedi e saí.
Para minha surpresa minha Santana Quantum não estava na rua, fiquei pensando se o carro teria sido guinchado…

é isso, por fernando stickel [ 9:12 ]


Minha avó Maria Elisa (Lili) Arens Diederichsen (1883-1973), com meu tio Ernesto George Diederichsen, que completará 96 anos de idade no próximo dia 6 de Agosto, e minha mãe Martha Diederichsen Stickel, 90 anos de idade…
Esta foto tirada na casa da R. dos Franceses deve ser de cerca de 1934.

é isso, por fernando stickel [ 9:27 ]

Sonhei que Sandra e eu iríamos a um rallye de carros clássicos fora de São Paulo, e por alguma razão eu tinha que passar na casa do meu ex-sogro, José Kalil, para pegar alguma coisa lá ou falar com alguém.

Fui para lá dirigindo a Mercedes-Benz 280SL branca. Chegando na porta da enorme casa, na R. Martiniano de Carvalho, no Paraiso, vi que a entrada da garagem estava abarrotada de carros, inclusive uma Mercedes-Benz 600 limusine. Vários motoristas, seguranças, funcionários estavam por ali na entrada da casa.

Desci mais um pouco a rua e vi que havia um grande estacionamento abarrotado de carros, muitos deles antigos, e que tudo aquilo tinha a ver com uma grande festa que rolava na casa, achei estranho, porque era o meio da tarde, tipo 16:30h, muito tarde para um almoço, muito cedo para qualquer outra coisa…

Nisso chegou Sandra com o Volvo, e não tinhamos onde parar os carros, eu fiquei tentando estacioná-los e Sandra entrou na festa. Pouco depois eu entrei na casa, toda decorada com orquídeas e Sandra disse:
– O Zezinho está lá dentro.
Saímos da casa e percebi que o estacionamento já estava mais vazio, mas mesmo assim tive dificuldade em encontrar nossos carros.

Me preocupei que estávamos atrasados para o rallye, pensei em desistir, pois ainda teríamos que ir em casa, deixar o Volvo, etc…

é isso, por fernando stickel [ 9:30 ]


A Fundação Stickel foi convidada a participar da Semana de Arte, um evento multidisciplinar de arte com conceito curatorial inovador, com eventos culturais por todos os lados.

A Fundação, entidade beneficente sem fins lucrativos, recebeu o convite com muito orgulho, será uma oportunidade única de dar visibilidade aos seus projetos, e, principalmente, angariar suporte através da venda dos trabalhos de seus alunos de fotografia.

Teremos cerca de 120 imagens maravilhosas disponíveis para venda, a preços extremamente convidativos.
A Fundação Stickel conta com o apoio da Capricho Molduras neste evento.

é isso, por fernando stickel [ 17:29 ]


30 DESENHOS

Um pouco antes de sua exposição individual de pinturas em Março de 1980 na Galeria Luisa Strina em São Paulo, Cassio Michalany acordou em um belo sábado ensolarado de Janeiro, pegou sua Caloi 10 branca e foi pedalando até a USP, onde nadou na piscina do COSEAS.

Voltou para sua casa-estúdio na R. Lourenço de Almeida na Vila Nova Conceição, pegou sua Brasilia verde e foi almoçar perto do Hospital São Paulo na Vila Mariana, onde traçou um bife a cavalo com dois ovos.

Voltou para casa, descansou um pouco, e foi até o Edgar Discos na R. Dep. Lacerda Franco em Pinheiros onde comprou um dos mais importantes discos de Stevie Wonder, “Songs in The Key of Life” o da capa vermelha, como uma rosa.

Voltou para casa, abriu as portas verdes do estúdio, pegou uma série de papéis pré cortados no tamanho 16 x 20cm, esponjas, e os potes de tinta acrílica que utilizou na execução das pinturas de sua exposição, colocou o Stevie Wonder para tocar, serviu-se de um uísque e começou a produzir desenhos.

Uma fortíssima chuva de verão desabou, e Cassio simplesmente a ignorou, intoxicado pelo calor de verão, focado no profundo prazer de fazer algo maravilhoso, intenso, o prazer de fazer ARTE!

A chuva parou, os desenhos estavam ali, no chão, exuberantes, prontos, relaxados. Cassio descontraiu-se, respirou fundo e foi até a Lanchonete da Pracinha, na Pça. Pereira Coutinho, comeu um sanduiche, deitou no banco da praça, olhou para o céu azul profundo, deu um tempo, voltou para casa e foi dormir satisfeito.

No dia seguinte logo cedo, domingo, observou os desenhos e adicionou com lápis e régua pequenos traços retos de grafite, que terminaram magistralmente a série de 30 DESENHOS.

é isso, por fernando stickel [ 11:46 ]


Meu primo irmão Bernardo Ratto Diederichsen faleceu na segunda-feira 17 Julho 2017, aos 70 anos de idade em Florianópolis. Ficam saudades dos tempos de infancia e adolescência, férias em família em Campos do Jordão, loucuras com carros, tratores, karts… Que o Ber faça boa viagem!
A foto é de 2011 em Florianópolis, na comemoração dos 90 anos do meu tio, Ernesto George Diederichsen, que aparece em segundo plano.

é isso, por fernando stickel [ 10:06 ]